7.3k
LEITURAS

SAÚDE

Cuidados com o gato no calor

Carlos Gabriel Dias

Carlos Gabriel Dias
13/01/15

Especialista em gatos dá dicas de cuidados essenciais que você deve ter com seu gato no calor.


GATEIROS AMIGOS. Ultimamente atendemos muitos gatos incomodados com o calor excessivo deste verão escaldante. “A Pretinha não quer comer”. “Frederico parece ter perdido peso”. Assim vamos listando inúmeras queixas que parecem relacionados ao estresse do calor implacável. Os desconfortos variam bastante e vão desde perda de peso ou mesmo vômitos ocasionais. No entanto, essa situação não diminui a importância de levar os gatos aos seus Clínicos Veterinários, uma vez que muitas doenças manifestam-se de forma semelhante aos sintomas relacionados ao calor excessivo. Por outro lado, banalizar os sintomas como perda de peso, perda de apetite, etc. é perigoso, mas é fato que:

Verão + Altas temperaturas + Gatos domésticos = Alerta!


gato no calor

Cuidados simples que você deve ter com seu gato no calor:

  • Troque a água com intervalos menores (Mesmo para Fontes).
  • Se for sair de casa pode colocar outro pote com uma pedra de gelo.
  • Brincadeiras entusiasmadas deverão ser evitadas em períodos com muito calor ambiental.
  • Para gatos já acostumados com ração úmida: incorpore um pouco de água no caldo da ração para aumentar a ingesta de água (não coloque muito porque eles podem perceber!).
  • Atenção Para potes de água e ração próximos de paredes que recebem incidência solar direta.
  • Gatos que já foram acometidos de doenças uretrais deverão ser observados quanto à ocorrência de urina muito concentrada e os Clínicos deverão ser consultados quanto às orientações de manejo dietético e hídrico nestes períodos.
  • Modifique o horário de “encher” o pote de ração para o início da noite. (A ração mesmo preparada para manter-se estável poderá oxidar em temperaturas muito altas. Como normalmente colocamos ração na parte da manhã para sairmos para trabalhar, ao longo do dia a chance da ração ficar menos apetitosa ou inapropriada é maior! Durante a noite e com temperaturas mais amenas, uma ração fresquinha pode ser providencial). Assim, deixa um pouco de ração pela manhã e jogue fora o que não for consumido ao final do dia.
  • Ar condicionado pode? Pode, mas o importante é permitir que o gatão ou a gatinha tenha acesso ao lado de fora se sentirem-se desconfortáveis com a baixa temperatura. Cuidado com as trocas abruptas de temperaturas, ok?
  • Vovôzinhos, vovózinhas, pacientes com limitações respiratórias, filhotes, gestantes deverão ser supervisionados mais atentamente.
  • Viagens de carro deverão ser agendadas para horários mais amenos se possível. Um saquinho com gelos ou um saco de água pequeno congelado em cima de uma toalha dentro do transporte poderá ajudar a enfrentar o transporte.
  • Gatos de pelagem clara precisam ser mais eficientemente protegidos contra os raios UV com protetores solares aplicados de forma mais frequente.


E ao menor sinal de problemas (Mesmo que pareça ter sido causado pelo calor!) NÃO PERCA TEMPO, LEVE O BICHANO NO CLINICO!


gato no calorSaquinho congelado para amenizar o estresse do calor no transporte
gato no calorClose do “Ar condicionado” portátil



Enormes abraços e Saudações Felinas para todos!

Dr. Carlos Gabriel Dias.


Dica do Petiko: Se seu bichano sofre muito com o calor, um Tapete Gelado pode ser um ótimo presente. Ele possui um sistema de refrigeração através de um gel presente no seu interior que é ativado com o próprio peso do bichano. Não precisa de água, refrigeração nem energia elétrica! Conheça o Tapete Gelado.


Veja mais artigos do Dr. Gabriel no Petiko: