4.4k
LEITURAS

VÍDEOS

Último desejo de idosa era poder se despedir de sua cachorra

Equipe Petiko

Equipe Petiko
23/02/15

O hospital onde idosa estava internada deu autorização especial para que ela pudesse se despedir de sua cachorra.


O caso aconteceu em Santa Maria-RS. A cachorrinha da raça poodle foi a fiel companheira da Dona Maria Teresinha, conhecida por todos na cidade como Tetê, por 8 anos. Ela lutava há algum tempo contra um câncer no pulmão e estava hospitalizada há 4 semanas.

Pink, como é conhecida a cadelinha, foi presente de Jéssica, uma amiga da idosa que morou com ela por um ano. Ao observar o grande afeto que havia entre Pink e Tetê, ela resolveu abrir mão da cachorrinha quando se mudou para que as duas companheiras pudessem ficar juntas.

“Morei um ano com a Tetê, e ela se apegou tanto à Pink que acabei deixando com ela. Todas as manhãs, tomavam café juntas e eram inseparáveis. Muitas vezes, ela ficava em casa e deixava de ir aos lugares que não aceitassem a entrada da Pink” — contou Jéssica ao Jornal Diário de Santa Maria.

A insistência da idosa em rever sua companheira para que ela pudesse se despedir fez com que a direção do hospital autorizasse a visita tão aguardada:

“Ela perguntava pela cachorra e queria vê-la todos os dias. A direção do hospital autorizou e o que pude fazer, fiz: dei banho, coloquei topinhos e a deixei bem cheirosa para a visita” — conta a comerciária amiga da idosa, Silvana Stello, 42 anos.

Confira só o vídeo da despedida:


Faça parte do Petiko: poste fotos do seu peludo, tire dúvidas e ajude outros membros da comunidade. Cadastre-se agora

Fonte: Diário de Santa Maria


Veja mais artigos do Petiko: