15.9k
LEITURAS

DICAS,NUTRIÇÃO

O que você precisa saber na hora de escolher a ração do seu cachorro

Equipe Petiko

Equipe Petiko
04/04/18

Veja as diferenças entre cada tipo e o que você deve levar em conta na hora de escolher a ração do seu cachorro.


A ração é produzida a partir de uma mistura de alimentos com o objetivo de oferecer todos os nutrientes necessários para crescimento, saúde, longevidade e reprodução do cachorro.

Existem algumas particularidades de cada tipo de ração que pouca gente conhece, por exemplo, você sabia que a qualidade da ração é medida levando em conta os ingredientes selecionados para sua composição? É justamente a qualidade dos ingredientes que influencia em um aspecto importantíssimo: a digestibilidade, ou seja, como seu cachorro vai aproveitar todos os nutrientes presentes na ração e usá-los da melhor maneira em seu metabolismo.

Portanto, é a partir da qualidade dos ingredientes que a ração vai ser classificada em uma dessas três categorias: standard, premium e super premium. Mas afinal o que é tudo isso? Você sabe o que significa? Entenda a diferença entre as classificações de ração:



Ração Standard

Esse tipo de ração contém ingredientes mais baratos, menos nutritivos e de menor palatabilidade (menos saborosos) e a maior parte da proteína é proveniente de vegetais.

Leva na sua composição ingredientes como: farinha de carne com restos de cascos e chifres de animais, óleos vegetais, farelo de soja, farelo de trigo e penas trituradas. Por conta destes ingredientes e pela elevada quantidade de fibras, ela é pouco digestível, ou seja, o cachorro tem que ingerir uma quantidade maior da ração para se sentir saciado e suprir suas necessidades físicas e orgânicas.

Uma das grandes desvantagens da ração standard é a grande quantidade do número dois (cocô) gerada pelo cachorro. Como falamos anteriormente, isso ocorre porque seu peludo precisa ingerir uma quantidade maior de ração para suprir suas necessidades. A standard possui uma baixa digestibilidade e grande parte dessa ração é liberada em forma de fezes.

Sem contar que não são todos os cães que se adaptam a esse tipo de ração, alguns podem apresentar algum desconforto digestível, excesso de gases , alergias, pelos menos saudáveis e menos energia.


Ração Premium

A maior parte da proteína presente nesse tipo de ração já é de origem animal. Ocorrem análises mais detalhadas sobre sua qualidade, como por exemplo, testes de digestibilidade e há maior preocupação quanto a palatabilidade.

A ração premium possui em sua composição ingredientes com aproveitamento biológico maiores. Isso quer dizer que o cachorro não precisa ingerir tanta ração para metabolizar a energia necessária para seu dia-a-dia. Consequentemente ele elimina uma quantidade menor de fezes.

O ponto que pesa negativamente para a ração premium é que algumas ainda seguem a filosofia nutricional de formulação variável, isso quer dizer que o fabricante pode substituir alguns ingredientes por outros em alguns lotes por falta dele ou como forma de economia. Além disso, muitas rações premium apresentam na fórmula corantes e palatabilizantes artificiais (para melhorar o sabor).

Ração Super Premium

Normalmente a proteína da ração super premium é de origem animal e os ingredientes da receita são de alta qualidade e cuidadosamente selecionados, o que a torna muito mais digestível para o cachorro. Os outros níveis nutricionais também são mais equilibrados e atendem aos requisitos do Conselho de Nutrição Animal (NRC), esses níveis nutricionais buscam desenvolver o melhor do cachorro.

Em uma avaliação superficial você pode achar que as rações super premium são mais caras, porém deve-se levar em conta que por se tratar de uma ração com ingredientes de melhor qualidade e possuir alta digestibilidade significa que o cachorro precisa de uma quantidade de ração muito menor para satisfazer suas necessidades e consequentemente tem um melhor custo x benefício.

Além do custo benefício, podemos citar diversas outras vantagens da ração super premium em relação as outras como: alta aprovação em relação ao sabor, diminuição do risco de doenças nutricionais, menor quantidade de fezes, pelos mais saudáveis e melhor desenvolvimento da musculatura e do sistema imunológico do cachorro.


Então quer dizer quem nem toda ração super premium é igual?



Exato. Podem existir diversas diferenças entre as marcas, tanto nos ingredientes, no processo de produção e até mesmo no processo de distribuição que fazem toda a diferença para a saúde e bem-estar do seu peludo.

Por isso, fique sempre atento às informações presentes na embalagem porque muitas rações, apesar de classificadas como super premium, possuem ingredientes que não são muito saudáveis, como: conservantes artificiais e/ou aromatizantes artificiais, além de ingredientes transgênicos.

Os conservantes artificiais conhecidos como BHA e BHT que estão presentes em algumas rações ajudam na conservação do alimento porque são antioxidantes que protegem as gorduras e os óleos dos alimentos. Desse modo, não ficam rançosos e não desenvolvem um sabor diferente. A utilização desses conservantes artificiais é muito discutida entre especialistas porque algumas pesquisas mostram que o BHA e BHT podem causar:

• reações alérgicas
• problemas renais
• aumentar nível de colesterol
• prejudicar a absorção de vitaminas A e D

Além da possibilidade de causar câncer, se utilizados por muito tempo ao longo da vida do cachorro.


E os transgênicos?


Você já deve ter visto em algumas embalagens de ração um “T” dentro de um triângulo amarelo, o símbolo do transgênico. Mas você sabe o que realmente significa?

De maneira simplificada, transgênicos são alimentos geneticamente modificados com o objetivo de melhorar a qualidade, resistência às pragas e consequentemente aumentar a produção na lavoura.

E assim como podem estar presentes na nossa mesa, principalmente, em alguns alimentos industrializados, também podem estar presentes na ração do seu cachorro.

Alguns estudos têm mostrado que o consumo de alimentos transgênicos pode ocasionar alguns problemas relacionados a saúde como desenvolvimento de alergias, redução da fertilidade, entre outros. No entanto, ainda não foi possível estabelecer os problemas a longo prazo.


Então como devo escolher a ração para meu cachorro?


Opte sempre por rações que sejam super premium, que possuam em sua fórmula 100% dos ingredientes naturais, ou seja, sem corantes, conservante artificiais e livres de transgênicos.

Leia muito bem as informações do rótulo. Na parte de trás da embalagem é onde normalmente o fabricante informa individualmente os ingredientes utilizados. E lembre-se que normalmente eles estão em ordem decrescente de concentração, ou seja, o primeiro ingrediente é o que possui maior concentração e assim por diante.

Informe-se também quanto ao processo de distribuição da ração. A grande maioria delas perdem o frescor até chegar ao comedouro do seu cachorro.

O processo tradicional é:



Durante todo esse processo, que leva meses, a qualidade da ração é comprometida, o que afeta algumas propriedades, como o sabor, por exemplo.

Alguns fabricantes de ração Super Premium além de utilizar ingredientes de qualidade natural e livres de transgênicos já passaram a se preocupar também com o processo entre a saída da ração da fábrica até a chegada na casa do cachorro.



A solução foi cortar grande parte da cadeia. A ração é fabricada, acomodada no espaço da Güd em condições favoráveis para manter a qualidade e frescor, e então enviada diretamente para a casa do seu cachorro, sem ficar armazenada em distribuidoras e lojas ou indo de um lado para outro por transportadoras. Isso garante uma ração mais fresca.

O pedido é feito através do site do próprio fabricante, a Güd. Inclusive eles próprios propõem um desafio, colocar a Güd ao lado da atual ração do seu cachorro para que ele escolha a mais saborosa!



No Facebook da Güd é possível acompanhar o depoimento de quem fez o teste. A qualidade dos ingredientes, aliado ao frescor tem destacado a Güd das demais e isso reforça a tese de que não só os ingredientes, mas também o processo do trajeto da produção até o comedouro do cachorro faz muita diferença.