563
LEITURAS

COMPORTAMENTO

Porque os cachorros desenvolvem problemas comportamentais?

Letícia Martins

Letícia Martins
18/02/14

A maioria dos problemas comportamentais desenvolvidos pelos cães, dentro e fora de casa, foram ensinados (mesmo que imperceptivelmente) pelos próprios donos que, por não compreenderem a maneira como os cães se comunicam, como pensam, se reproduzem, se alimentam ou se protegem, acabam tratando-os de maneira errada, consequentemente causando aos nossos amigos, problemas comportamentais como ansiedade, hiperatividade, agressividade, fobias, dentre outros.

Cada vez mais os humanos tratam seus cães como gente, o que os especialistas chamam de antropomorfismo ou humanização, que consiste em atribuir aos animais características e sentimentos humanos. A ligação emocional com os cães está aumentando e muitos donos enxergam em seus cães uma fonte de suprimento de suas carências afetivas, o que pode fazer com que o cão apresente problemas comportamentais.

Diante desse tratamento humanizado, as necessidades básicas dos animais podem ser esquecidas. O cachorro quer e precisa que mandemos nele. Se o dono não sabe o que quer do cachorro, o animal não vai saber como se comportar. Além disso, os animais de estimação são obrigados a se adequarem ao estilo de vida de seus donos. No mundo de hoje, as pessoas estão cada vez mais consumidas pelo ativismo do trabalho. Ao chegarem em casa, não se dão conta de que seu querido cãozinho passou o dia inteiro sozinho, entediado, enclausurado dentro de casa ou em um quintal. É inevitável então a frustração do animal que passa a fazer o que não deve para passar o tempo, ou muitas vezes para chamar a atenção de seu dono. Começa a rasgar roupas e sapatos, faz xixi no sofá, uiva e late excessivamente. Acredita-se que 42% dos cães tenham algum tipo de problema comportamental.

Outra questão a ser levada em consideração já foi provada pelos cientistas. O temperamento do cão é diretamente influenciado pela personalidade do dono. Donos carentes e/ou inseguros têm cães mais ansiosos e agressivos, independentemente da raça. Paparicar demais o cachorro, como é comum hoje em dia, também faz mal para a cabeça dele. Quando o dono é muito apegado, aumenta o risco de que o cachorro desenvolva síndrome de separação.

Para que o seu cachorro seja independente e feliz, você precisa ser. Para que ele tenha uma vida saudável, você precisa ser saudável. Assim, uma relação harmônica entre cão e dono depende de algo simples: respeite as necessidades básicas de seu cão para que ele possa realmente viver como tal.

Referências:

Cachorros, por que eles viraram gente? http://super.abril.com.br/mundo-animal/cachorros-eles-viraram-gente-616666.shtml

Especialistas alertam sobre tratamento humanizado aos animais de estimação.http://www1.folha.uol.com.br/bichos/810119-especialistas-alertam-sobre-tratamento-humanizado-aos-animais-de-estimacao.shtml