30.5k
LEITURAS

NUTRIÇÃO

Ração para gatos seca ou úmida: Qual? Quanto? Por que?

Carlos Gabriel Dias

Carlos Gabriel Dias
05/09/14

Ração para gatos: Dr. Gabriel dá dicas e explica qual o é melhor tipo de ração para seu gato



Sempre estou encontrando gateiros que me perguntam sobre alimentos para os gatos. É um assunto verdadeiramente recorrente nas rodas felinas de bate-papo.

Ração de lata faz mal? Ração seca faz mal? Ração seca é alimento e ração úmida é petisco?

Essas e outras perguntas sobre ração para gatos (sempre precedidas de: “eu escutei falar que…”) representam um universo de informações desencontradas.

Os gatos domésticos que não dependem do ser humano para obter seus recursos comportam-se em vida livre assim como seus ancestrais: caçam seu alimento (pequenos roedores, insetos, répteis, pássaros e peixes). A gatinha corretamente esterilizada, vacinada e esparramada em seu sofá somente diferencia-se pelo fato de ter sido socializada com seres humanos e ser dependente para a obtenção de recursos. Ela carrega todos os atributos e predisposições para os benefícios da caça. Olhando para ela ninguém diz não é?

Os gatos em nossa companhia não devem caçar, devem ser alimentados com alimento comercial livre de parasitas ou outros seres microscópicos que podem trazer problemas para eles e para nós. Assim, foi criada a ração para gatos comercial. Nela os ingredientes são introduzidos para que todas as necessidades nutricionais diárias dos nossos gatos e gatas sejam atendidas.

Praticidade, eficiência e garantia de fornecimento dos nutrientes necessários (nossa integral obrigação como responsáveis). A ração seca atende perfeitamente estas finalidades. O potinho poderá ficar mais tempo disponível (mas nem tanto), a quantidade ideal é facilmente fornecida e uma infinidade de produtos está disponível. Mas, alguém já pensou que apesar de pratica, eficiente e garantida, a ração seca de nada se assemelha com ratos, pássaros ou peixes?

Tudo bem se você me perguntar que a nosso prato de estrogonofe com batata palha em nada lembra um mamute esquartejado servido em uma tribo dos nossos bem antigos ancestrais. Mas, a textura, quantidade de água e estimulo olfatório não mudaram assim tanto. Ainda, não se convenceu? Compare o potinho de ração e um passarinho.


ração para gatos


O que mais chama atenção dos pesquisadores atualmente é a quantidade de umidade presente nas rações secas (Ração seca: cerca de 10% e Ração Úmida: cerca de 80%). Gatos que consomem ração seca necessitam ingerir mais água do que aqueles que ingerem ração úmida. Gatos quando caçam um rato, consomem um alimento com aproximadamente 80% de água.

Como animais oriundos de áreas desertas, os gatos naturalmente não são exímios bebedores de água. Por isso, gatos que possuem perfil de predisposição a problemas ocasionados por aumento da concentração urinária (“super concentrada”) deveriam consumir volumes hídricos adequados.

E assim, vale lembrar-se de como são os gatos: se a vasilha está suja, ele não bebe a água. Se a pia está fechada, ele não bebe a água. Se o cachorro lambuzou o pote, ele não bebe a água. Assim por diante até a urina ficar bem concentrada e: a ração da marca tal “dá” problema urinário. Quem já não disse isso?

Bem, melhorar as condições dos potes, fontes de água e a dieta úmida poderão ser boas alternativas. Só para lembrar: nada de ratos, pássaros, peixes ou mudar a dieta abruptamente sem pensar com calma e conversar com o Médico veterinário do bichano.

Mas, para a ração úmida não figuram somente elogios. Mais cara e com uma necessidade maior de atenção ao potencial perecível, as latinhas devem ser administradas com cautela.

Bem, não é possível fazer uma única e incisiva afirmação. Lembram do que comentei anteriormente. Cada gato apresenta um perfil diferente do outro. A ração para gatos seca deteriora-se com menor facilidade quando comparada a úmida. A ração seca facilita a higiene dos dentes e os gatos parecem gostar do croc croc, mas a úmida é mais palatável e tem um teor de umidade maior.


ração para gatos


Digitaria algumas boas linhas comparando as duas. Alguns pesquisadores atualmente preocupam-se com a quantidade de grãos presentes nas rações secas. Grãos são necessários, afinal quando ingeriam um rato, havia uma pequena quantidade deles no estômago e intestinos do roedor. Mas, uma quantidade maior de um nutriente não parece algo que seja realmente bom, mas ainda não sabemos se isso tudo é relevante.

O que devemos fazer então?

Ração seca para gatos que bebem bastante água, ração úmida para os predispostos a problemas por alta concentração urinária, filhotes e gestantes beneficiam-se com a ração úmida. Bem, sem ser repetitivo, cada perfil merece uma abordagem individualizada. Não troquem figurinhas de maneira displicentes nas redes sociais ou nas filas do banco e mercado. Se alguém perguntar qual é a melhor ração para gatos, responda como um bom leitor dos artigos do Dr. Gabriel: depende da idade, estilo de vida e predisposição a doenças.

Salvo algumas exceções, não há uma recomendação expressa para TODOS os gatos. Assim como as pessoas, os gatos não devem ser tratados como números, Não é interessante dizer: Os gatos devem comer isso e não aquilo. É produtivo sugerir: O Malhadinho deve receber esta dieta, a Margarida não deve ser mantida exclusivamente com este alimento e assim por diante.

Dr. Gabriel Dias


Dica do Petiko: Para encontrar a ração ideal para o seu bichano, não importa se ela seja seca ou úmida, use o aplicativo da PetLove para pedir. Além de economizar, você vai receber na porta da sua casa

Faça o download:


botoes-app

tumblr_lns5u2l9TC1qcn249o1_500

Veja mais artigos do Petiko: