Vacina importada ou a nacional

Ontem fui levar pra vacinar o Negrinho, o cachorro da minha namorada, pra tomar a terceira dose da V8... Lá o veterinário me deu a opção de dar pra ele a vacina nacional (cerca de 20 reais) e a importada (40 reais)... Perguntei a diferença, ele não soube explicar... só soube dizer que a importada era a melhor... Bom acabamos optando pela importada por pensar que o barato pode sair cara...
Mas bem... alguém sabe se tem alguma diferença????

curtir 11
  • Quer dizer que não posso dar essatisfação vacinas em pet shop?
    Tenho um shih tzu de 41 dias daqui 4 dias vou levar lá para tomar a primeira dose v8. Será que tem algum problema. Sendo que notei que lá tem um alvará na parede e certificado de veterinario será que é seguro?

    curtir 0
  • Rodrigo-Furtado onde você levou seu cão que a vacina tá 40 reias a importada, pois quero levar o meu! Vlw!

    curtir 0
  • Vocês estão dando informações erradas as agropecuárias tem câmaras p estoque de vacinas com acompanhamento do Iagro inclusive bem mais rígido que nas clínicas pois as agropecuárias são responsáveis pela vacinação de todo rebanho comercial do país e quanto a vacina importada e a nacional as duas são seguras a nacional leva uma pequena vantagem por ser desenvolvida no país e os pesquisadores saberem qual o viros e gira aqui ou seja as importadas tem 8 cepas e algumas nacionais já tem 12cepas.

    curtir 0
  • algum tempo atrás eu comprei a vacina importada,e foi aplicada em casa..hoje não vendem mais,só receitado,,a minha que eu mesmo fiz,,nuca deu nada,,a outa pra garantir então levei e fiz as 3 doses no veterinário,pois não vendem,mais em balcão a importada,,só nacional..Aqui custa 50,00 reais a importada,mas não necessita pagar consulta,o veterinário messo aplica,,..

    curtir 0
  • Comprem a vacina importada, Ha vacina nacional matou meu pintcher ESTOU MUITO TRISTE ,ELE TEVE A DOENÇA,
    Mesmo que pague mais caro COMPREM A IMPORTADA,Eu por nao ter as informaçoes corretas comprei a nacional , E hoje me arrempedo muito,SE QUISEREM SEU CACHORROS VIVO USEM A IMPORTADA!!! CONSELHO DE AMIGO

    curtir 2

Bolinhas avermelhadas e q coçam

oi gente, a Lessy minha cachorrinha que tem 5 meses,está c coçando muito, dei a segunda dose da vacina, uma importada q m disseram q é muito boa, mas tenho percebido algumas bolinhas vermelhas q como eu disse, ela coça muito, é debaixo dos bracinhos e nas perninhas perto da barriguinha,será q é reação da injeção?ela já foi vermifugada e apliquei anti pulgas, dou banho toda semana, alguem saberia m dizer o q pode ser?

curtir 0

Pasta de dente

Oi, alguem sabe se tem problema escovar os dentes do pet com pasta de dente infantil sem fluor????

curtir 0
  • Oi @camila-rienda , o recomendado mesmo é utilizar a pasta própria para pets, pois não é só o fluor que pode causar mal ao pet. E ao contrários dos humanos, eles não cospem, então acabam engolindo bem mais espuma do que deveriam.

    E olha que preço dessas pastas não são tão caros se levarmos em consideração que será usada diversas vezes.

    Dá uma olhada nesse link: https://www.petlove.com.br/gel-dental-sabor-morango

    curtir 1

Saúde Bucal

escovação.jpg

curtir 9
  • O recomendado é uma escovação diária com produtos próprios para seu Pet. Eu costumo escovar uma vez por semana e ainda passo uma gaze embebida com Periogard sem álcool nos dentes e gengivas. Melhora muito o hálito!

    curtir 2
  • Os dentes dos animais devem ser escovados assim como escovamos os nossos, caso contrario se formam placas bacterianas que podem gerar graves problemas posteriormente. Se a situação estiver muito ruim o bom é fazer uma limpeza de tártaro.

    curtir 2
  • Os dentes das minhas cachorrinhas eu escovo uma vez por semana com creme dental infantil

    curtir 0
  • Olá.
    Comprei o Fresh Breath Clean Teeth Gel para ajudar na remoção de tártaros, achei muito bom, ele amolece o tártaro que vai saindo sem esforço na escovação, mas gostaria de saber se ele pode fazer algum mal

    curtir 0

Benefícios da Castração / Esterilização do seu Gato

devo-castrar-meu-gato-1.jpg

curtir 2

Benefícios da Castração / Esterilização do seu Gato

Os gatos são animais com uma enorme capacidade de reprodução. As ninhadas são numerosas, ao fim de 6 meses uma gatinha pode ter o primeiro cio e ter a primeira ninhada e pode ter 4 ninhadas por ano.

Se nada fizer para impedir as ninhadas, vai acabar por se ver a braços com um problema grave: mesmo que possa encontrar donos para os primeiros gatinhos junto dos seus amigos, em breve sentirá o desespero de não ter donos para todos os filhotes.

Por isso mesmo cada vez mais donos responsáveis efectuam um controlo de natalidade de gatas e gatos.

As vantagens são inúmeras e acabam com os incomodativos períodos de cio que como qualquer dono de um gato sabe, são complicados para donos e animais.

Porque razão devo fazer o controlo de natalidade do meu gato(a)?

Há relatos de gatos em que tal acontece mais cedo, mas em regra as fêmeas têm o seu primeiro cio aos 6 meses e os gatos perto dos 8/9 meses. Os cios são períodos complicados para os donos, na medida em que os animais se encontram muito agitados e inquietos, podem ter diversas alterações físicas como deixar de comer, de dormir, procuram desesperadamente sair de casa (quando o conseguem, as hipóteses de não conseguirem voltar a casa são grandes), miam alto e de forma particularmente incomodativa, perturbando o sono e causando inclusive alguns problemas com a vizinhança.

Controlando a natalidade, vai impedir os animais de entrar em cio. Se o fizer com recurso a uma pequena intervenção cirúrgica, o seu problema está definitivamente resolvido.

Da mesma forma, a sua gata nunca mais vai ter ninhadas: acabou o stress de saber se tudo corre bem na altura do nascimento e de arranjar donos para tantos bebés. Lembre-se que a sua gata terá cios sucessivos se não fizer algo para o contrariar.

No caso dos machos, tenha em atenção que vão marcar o território (urinando) e que se tiverem acesso à rua, vão entrar em lutas e correr sérios riscos.

Se a sua gata tiver cios sucessivos e/ou ninhadas sucessivas, as possibilidades de que contraia doenças que obriguem a tratamentos e intervenções tão ou mais caras do que a esterilização, são muito grandes. Assim estará a proteger a saúde e bem estar da sua gata.

E não tendo ninhadas, está ainda a contribuir para que os potenciais donos desses gatinhos optem por adoptar um dos muitos gatinhos que nasceram nas ruas ou foram abandonados, dando-lhes a hipótese de te rum lar.

Como posso fazer o controlo de natalidade do meu gato(a) e acabar com os períodos de cio?

As opções ao sue dispor são duas:

A esterilização ou castração, que é definitiva;
A pílula, que terá que ser tomada regularmente, sob conselho e orientação veterinária. No entanto, este método tem consequências para a saúde do animal, pelo que apenas se defende que seja utilizado em circunstâncias excepcionais e pontuais.
Com que idade devo esterilizar ou castrar o meu gato(a)?

As gatas podem ser esterilizadas a partir dos 6 meses. Embora durante muito tempo se tenha defendido a vantagem em ter um primeiro cio, hoje essa teoria é cada vez menos defendida.

Os gatos, regra geral, podem ser castrados aos 8/9 meses. No entanto, há animais mais precoces e por isso pode acontecer que o seu veterinário verifique que ele pode ser operado mais cedo (por exemplo se começar a marcar território, urinando pela casa).

A operação é um grande risco?

Os riscos são muito diminutos. Este tipo de intervenção cirúrgica é um procedimento sem complexidade e que por isso não deve ser encarado com angústia. O seu veterinário poderá tranquilizá-lo, uma vez que as possibilidades de que ocorram complicações inesperadas são realmente remotas.

Os animais sofrem muito?

A castração e esterilização são intervenções cirúrgicas e como tal, provocam dor e algum desconforto.Tal como acontece com os seres humanos, também os gatos tomam um analgésico que elimina essa dor.No caso dos machos, porque a operação é muito mais simples, a dor e desconforto é menor. Em qualquer dos casos, o sofrimento que possam sentir é de facto anulado pela administração de medicamentos apropriados.

Quanto tempo demora a recuperação?

A recuperação do macho é muito rápida. No dia seguinte à operação pode contar que o seu amigo se encontre em plena forma, pronto para as brincadeiras e tropelias do costume.A intervenção nas fêmeas é um pouco mais complexa e por isso a sua recuperação demora um pouco mais. Em regra, elas estão com comportamento normal e recuperadas ao fim de 5 dias, mas algumas gatas possuem uma capacidade de recuperação maior e consegue estar activas e brincalhonas ao 3º dia.

A operação é muito cara?

A operação dos machos é mais económica do que a das fêmeas, por esta última ser mais demorada. Os custos variam de médico para médico (em termos indicativos, 125/150 para fêmeas e 60/75 para os machos). Algumas associações, como a Associação Zoófila, que trabalha em parceira com a União Zoófila, praticam preços mais baixos, pelo que devem ser uma alternativa que deve considerar. E pense que os custos de ter ninhadas sucessivas, de as alimentar, de curar doenças, vãos sair bem mais elevados do que se optar por resolver definitivamente o problema.

Devo dar a pílula?

Pelos efeitos nocivos que se começam a atribuir a este método de controlo de natalidade, não o deve fazer, a não de forma pontual, por exemplo, num período curto enquanto aguarda a esterilização. O seu veterinário poderá explicar-lhe com detalhe as grandes desvantagens da utilização e os riscos que significa para a sua gata.

Como tenho um gato (macho) e ele não vai ter ninhadas, devo castrá-lo?

Certamente que sim. Se o seu gato estiver em casa, será difícil (ou mesmo impossível) aguentar a marcação de território. Se o gato anda na rua (que por motivos vários não é recomendável, salvo em situações bem vigiadas), vai lutar em disputa pelas fêmeas, ficar ferido, poderá contrair doenças e vírus. Para não falar do aspecto igualmente muito negativo que ao deixar andar um gato não castrado livremente pelas redondezas, ele vai certamente dar origem a muitas ninhadas, de gatinhos que maioritariamente vão morrer em condições de grande sofrimento (sabe-se que um número elevado dos gatinhos nascidos na rua morrem de fome, frio, desidratação ou doença, e quando maiorezinhos, por atropelamento). Não vai certamente querer que tanta dor tenha origem no seu gato, quando para o evitar lhe basta fazer muito pouco.

Disseram-me que os gatos ficam gordos e muito molengões depois de operados. É verdade?

Os gatos que são esterilizados, regra geral, tornam-se animais mais meigos e dóceis. Podem ter tendência a ficar um pouco menos activos, e por essa razão, alguns engordam um pouco. Deve dizer-se porém, que o engordar não acontece com todos os gatos e provavelmente nem sequer com a maioria. Não se pode também dizer que fiquem molengões por causa da operação. Podem ficar mais calmos, o que por vezes até pode ser uma vantagem, se o seu gato for super activo.

É importante que continue a desafiá-lo para brincadeiras e corridas, que eles muito apreciam e servem para ajudar a manter a forma.

curtir 1

Buldogue francês, seu nome Thor

Sou vovozinha de um buldogue francês, que é uma Fofura. Muito esperto e inteligente. Gosta de dormir em nossa cama, sempre encostadinho sentindo nosso calor humano. É meu amor.

curtir 6

Saúde Bucal

Dicas para ensinar o cachorro a gostar escovar os dentes

A higiene bucal do cachorro é essencial para a sua saúde e bem estar. Por esse motivo, donos precisam aprender como escovar os dentes do cachorro e utilizar brinquedos e ossos funcionais para evitar o acúmulo de tártaro. Leve o seu cachorro ao veterinário para aprender a melhor maneira de escovar os dentes do seu cachorro.

Escovar os dentes é um dos cuidados básicos para cães e é essencial para garantir o bem estar do seu animal.

Por que é importante aprender como escovar os dentes do cachorro?
Os cuidados com a higiene bucal do seu cachorro são extremamente importantes, pois mais de 70% dos cachorros desenvolvem doenças dentárias e/ou bucais depois de 36 meses de idade.

Um sinal da presença de doenças bucais é o mau hálito. Todos os cães, por se alimentarem de carne, inclusive, tendem a ter certo hálito peculiar em sua boca. Contudo, se o seu cachorro estiver com mau hálito excessivo é importante levá-lo a um veterinário para ter certeza de que tudo está correndo bem.

Às vezes, o mau hálito não é somente falta de escovação, mas sim um sintoma de uma doença mais séria ou até de que algum pedaço de comida, osso ou brinquedo ficou preso no sistema gastro do animal.

Filhotes de cachorro também devem escovar o dente?
O processo de higiene bucal do cachorro deve começar quando ele ainda é filhote. No começo de sua vida, ainda que não haja a necessidade de realizar uma super escovação em seus dentes, é importante que ele se acostume com esse tipo de procedimento, já que é bem mais fácil acostumar um filhote do que um cão adulto.

Uma dica bacana é começar aos poucos, com o dedo, para que ele se acostume com o gosto da pasta de dentes. Faça tudo isso sempre regado a muito petisco e carinhos, para que ele associe a hora da escovação e os itens necessários a algo positivo, um momento alegre e feliz.

Além de ajudá-lo a se acostumar a ser tocado na boca, escovar os dentes do filhote ajuda a evitar o acúmulo de tártaro. Sendo assim, é importante incorporar essa rotina na sua agenda quando ele ainda estiver com os dentes de leite e não deixar para os dentes permanentes.

O que é necessários comprar para escovar os dentes do cão?
Escova de dentes macia ou dedal para escovar dentes
Pasta de dentes especial para cachorros
ATENÇÃO: Para escovar os dentes de seu cachorro, utilize somente pastas de dentes especializada para cães. As pastas de dentes humanas podem machucar o estômago e prejudicar a saúde do seu cão e por isso não são recomendadas. Principalmente quando estiver acostumando o seu cachorro com o processo de escovar os dentes, é melhor usar uma pasta de dentes com sabor, já que elas são mais bem aceitas pelos animais.

Dicas para ensinar o cachorro a escovar os dentes

É importante que o seu cachorro saiba que a escovação de dentes é um momento legal. Sendo assim, sempre bonifique-o com carinhos e petiscos durante o processo, desde que ele esteja se comportando bem.
Tenha paciência, entenda que apesar de ser normal para você escovar os dentes, é algo totalmente novo para o cão. Vá aos poucos e respeite os limites de seu cão. Não force-o, estimule-o a cooperar com você.
O gosto da pasta de dentes será uma experiência nova para o seu cachorro. Para ele começar a gostar dela, faça o seguinte. Coloque um pouco de pasta em seu dedo e ofereça-a para o seu cão. Imediatemente depois que ele provar a pasta, dê-lhe um petisco ou carinho, o que ele preferir. Repita esse procedimento, de degustação da pasta seguida de recompensa (carinho ou petiscos) pelo menos 5 vezes. Faça isso em várias oportunidades, até que ele entenda que quando a pasta aparece, ele ganhará em seguida algo que ele gosta.
Agora que ele acostumou com a pasta de dentes, comece a massagear a pasta nos dentes e na gengiva com o seu dedo. Siga esse processo até o seu cachorro acostumar com a sensação de algo sendo passado em sua gengiva e dentes. Não se esqueça de ser paciente e ir aos poucos. Massageie um pouco a gengiva e os dentes com o dedo e, se ele estiver comportado, bonifique com petiscos ou carinhos.
Quando o seu cachorro estiver acostumado com o gosto da pasta de dentes e com a sensação na gengiva e dentes, está na hora de apresentar a escova. Conduza o mesmo procedimento, com paciência. Escove um pouco seus dentes e gengiva, e bonifique-o. Caso você esteja tendo dificuldades com a escova, tente um dedal de escovação. Outra dica bacana para que não fique muitas coisas novas para o seu cão de uma vez só é apresentar a escova sem a pasta. Mas sempre siga esse procedimento, apresentou algo novo, se comportou, bonifique imediatamente.
É possível que ele não te deixe escovar todos os dentes dele. Neste caso, comece com alguns dentes e vá aumentando o número de dentes escovados conforme ele se acostuma com o processo.
Preste bastante atenção para o local onde a gengiva do cachorro encontra os seus dentes e também para os dentes de trás, pois os problemas bucais tendem a começar nessas áreas.
Comunique-se com o seu cachorro durante o processo de escovação de dentes e sempre o bonifique-o com o petisco ou carinho por bons comportamentos e pela aceitação
Outros produtos para manter a saúde bucal do seu cachorro

Além de escovar os dentes do cachorro, existem outras rotinas que você pode incorporar no dia-a-dia do seu cão de forma a manter a sua saúde bucal. Alguns brinquedos, como esse, são feito especialmente para limpar os dentes do cachorro. Diversos ossos recreativos e brinquedos funcionais também ajudam a remover a placa bacteriana e controlar o tártaro do seu cachorro. Além disso, algumas empresas também produzem petiscos como esses que reduzem o mau hálito do seu cão.

Antes de introduzir esses novos produtos para o seu cachorro, consulte seu veterinário. Se você não se sentir confortável para realizar esse procedimento da maneira correta pratique primeiro com o seu veterinário antes de incorporar a rotina sozinho em sua casa.

Você escova os dentes do seu cachorro? Comente abaixo.

curtir 5

Se calor tá ruim pra gente, imagina pra eles que não sabem falar e reclamar!

1004545_1420585588173509_1371785284_n.jpg

curtir 14

Lidar com a Flatulência (Gases) em cães

Como lidar com a Flatulência (Gases) em cães

Deve notar-se que é normal a produção de gás e seu acumulo no interior do trato gastrointestinal. No entanto, em algumas situações, esta produção de gás é aumentada e pode tornar-se excessiva. A causa mais comum de flatulência excessiva é uma mudança na dieta ou do cão comer algo novo ou estragado. A maioria dos casos de flatulência crônica é causada por uma dieta que é mal digerida pelo cão. Estas dietas pouco digestíveis causam fermentação excessiva no cólon e subsequente formação de gás.Se você achou engraçado nas primeiras vezes, mas agora está realmente preocupado e querendo saber como lidar com aqueles puns incômodos e constrangedores do seu cão, saiba que a flatulência pode ter muitas causas na sua origem , algumas por razões simples (mais frequente) outras tem motivos mais graves. Seu animal de estimação pode ter simplesmente comido muito, muito rápido, ou ambos.

CAUSAS

O seu cão pode estar sofrendo de :

  • A doença inflamatória intestinal
  • Excesso de bactérias no intestino delgado
  • Tumores
  • Síndrome do Intestino Irritável
  • Parasitas intestinais
  • Enterite
  • Insuficiência pancreática exócrina

Nesses casos, o melhor é levá-lo para um veterinário fazer uma avaliação. Uma vez que estas causas graves sejam afastadas, então você pode ter tranquilidade para investigar outras causas como :

  • Comer demais
  • Alimentação inadequada (com excesso de carboidratos, lactose, condimentos, cereais)
  • Aerofagia (aumento da ingestão de ar) Comer muito rápido pode ser também uma das principais causas de flatulência. Quando engole sua comida rapidamente, ele tende a engolir ar também.
  • A falta de exercício pode ser outro fator de causar ou contribuir para a flatulência em seu cão.
  • Altura dos vasilhames (Gases também podem se formar se a posição em que seu cão come sua comida é errada. Se o seu cão tem que se curvar muito para chegar ao seu prato, então ele tende a engolir mais ar. Isto pode conduzir a flatulência também (comum em animais de grande porte).

SINAIS CLÍNICOS

Os sinais clínicos mais comuns incluem:

-A expulsão do gás a partir do ânus, com ou sem odor,
-Desconforto abdominal leve,
-Distensão do estômago leve ou inchaço,
-Sons excessivos ou gasosos estrondo do abdômen (borborigmo).
-Se um cão tem um problema de má assimilação subjacente, os sinais clínicos podem incluir fezes moles ou diarreia, vômitos e perda de peso.

DIAGNÓSTICO:
O diagnóstico é feito com base na história clínica e sinais clínicos.Outros testes de diagnóstico que podem ser necessários para determinar a causa da flatulência excessiva incluem exame de fezes e avaliação, citologia retal, culturas de fezes, sangue e urina, tripsina imune (TLI), radiografias abdominais, ultra-som abdominal e biópsias intestinais.

Segundo o MV Prof. Paulo de Souza Jr, "um ponto chave é compreender que tanto a falta, diminuição ou excesso de algum nutriente em uma dieta ou em relação a outros nutrientes, pode levar a problemas sérios de saúde. Por esta razão não se deve acrescentar carne, frango, arroz ou legumes à ração. Ao acrescentar estes alimentos à ração, provocamos a perda do balanceamento proporcional dos nutrientes na dieta. Por exemplo, o excesso de carboidratos pode levar a diarreia e flatulência nos cães. O caso mais conhecido de erro na oferta de carboidratos aos cães é através do leite bovino. Considera-se um erro nutricional oferecer leite para os cães, pois nesta espécie a digestão da lactose é deficiente devido aos baixos níveis da enzima lactase na mucosa intestinal. Deste modo, a lactose sofre fermentação pelas bactérias naturalmente presentes no intestino grosso, levando ao mesmo tempo a uma redução exagerada do pH (acidez) intestinal, o que resulta em diarreias volumosas e flatulência. A quantidade de carboidratos que os cães toleram varia bastante. Por exemplo, cadelas em lactação ou cães de aggility que naturalmente precisam de maiores quantidades de alimento não toleram dietas ricas em carboidratos como a oferecida aos demais cães. Durante a fase de crescimento, a tolerância dos filhotes ao amido é consideravelmente mais baixa que nos adultos, ainda que comam aproximadamente o dobro da quantidade de alimento por quilograma de peso corporal Assim, o teor de amido na dieta de filhotes deve ser de um quarto da quantidade recomendada para adultos..." (http://goo.gl/LmZIqT)

TRATAMENTO

Lidar com o cão flatulência não é muito difícil, o importante é observar a causa e tentar evitá-la.

• Quantidade: Certifique-se de que você não está alimentado seu cão em excesso. Dê a ele uma quantia fixa de comida em horários regulares e evite dar petiscos no intervalo. Em vez de alimentá-lo com uma grande e única refeição, de duas ou três pequenas refeições ao longo do dia. Sem Excessos.

• Exercícios: De acordo com a raça do seu animal , determinar se ele está recebendo a quantidade de exercício suficiente. Os cães pequenos podem ser tratados com uma caminhada longa e rápida em torno do bairro, enquanto cães maiores vão precisar de um treino mais vigoroso.

• Comer rapidamente: Se o seu cão tem flatulência, certifique-se que ele não está engolindo avidamente a comida sem mastigar. Para evitar isso, não espere até que o seu cão fique com muita fome, de-lhe comida. Alimente-o, 15 – 20 min antes do seu tempo habitual por alguns dias, para que ele coma devagar e mastigue sua comida corretamente. (você pode lançar mão também de vasilhas próprias que vêm com divisões internas a fim de impedir que o animal devore o alimento de uma vez. (ou usar uma assadeira de bolo redonda com furo)

• Alimentos inadequados : - Os alimentos crus são saldáveis, mas mais difíceis de digerir, especialmente se a carne crua é dada diariamente. Tente substituir a carne crua pela carne cozida, mas evite fazer mudanças bruscas em sua dieta, já que é outra causa de flatulência. (Antes de mudar converse com o veterinário)

Evite alimentos como leite, pães, bolachas na dieta do seu cão. Eles são uma das principais causas de flatulência, e pode até causar dor de estômago e cólicas em seu cão. Em vez disso, tentar dar-lhe alimentos como iogurte, que irá ajudar na digestão.

• Altura dos vasilhames: Certifique-se de que as vasilhas são mantidas em um nível elevado adequadamente, de modo que ele não tenha que dobrar muito o corpo quando faz suas refeições. A altura certa é quando seu pescoço permanece quase em linha reta enquanto come..

Além disso, certifique-se de evitar todos os alimentos que o seu animal de estimação é alérgico, para que o problema com a flatulência não ocorra e da qualidade da comida que você está dando ao seu cão.

É bom lembrar que alguns cães de raças Braquicéfalas (focinho encurtado, como Buldogue Frances) devido a dificuldade respiratória causada pela sua condição, tem mais tendencia a flatulência

Depois de ter tomado o cuidado com todos os pontos mencionados acima, então a flatulência deve parar dentro de pouco tempo. Quando isso acontecer, você vai saber que você está fazendo as coisas certa. Se o problema persistir, então o melhor é consultar seu veterinário.

PREVENÇÃO

Promover um estilo de vida ativo
Dar refeições menores com mais freqüência
Alimentar o animal num ambiente tranquilo e não-competitivo
Dar uma dieta altamente digestível e baixo teor de gordura ( Dieta específica)
Alterar a fonte de proteínas e hidratos de carbono, por vezes contribui para evitar a formação dos gases

Evite que seu animal tenha acesso a alimentos inadequados, por exemplo, coloque as latas de lixo em local seguro e bem tapadas e não deixe o seu cão passear nos quintais de vizinhos, e observe se o cão está apresentando coprofagia, ou seja, comendo fezes.

Fonte:
Denise Dechen (http://dicaspeludas.blogspot.com.br/)

curtir 3

Vacinação de Gatos

11951827_1684560918439234_2876277176986957800_n.jpg

curtir 6

Vacinação de Gatos - Preço Acessível

Sou de SP - Interlagos (Zona Sul) e gostaria de saber se vocês conhecem lugares que ofereçam vacinação à preços acessíveis e se possível o valor em média de cada uma das vacinas para eu ir me programando.

O munício de SP oferece vacina gratuita contra a raiva para cães e gatos nos postos cadastrados da zoonose, porém apenas a vacina da raiva e não a múltipla que os gatos também precisam tomar.

curtir 2

Vermifungo

Qual o intervalo ideal para ser dado o remédio de verme ? Para Filhotes e Adultos.

curtir 4
  • Opa Matheus. Meu cachorrinho teve uns problemas com vermes quando filhote. A veterinária disse para que a cada 21 dias desse o remédio para ele. Ou seja, eu dei o remédio em um dia, e somente depois de 21 dias teria que dar de novo. A terceira dose do remédio só seria necessária caso ele, após as duas primeiras doses, ainda estivesse com algum verminho.

    curtir 1
  • @Matheus-2014 O antipulga é indicado a cada 21 dias, ou a cada mês, e não o vermífugo. O vermífugo é indicado a cada 4 meses, de preferência aqueles com titulação plus, que pegam mais vermes. Se seu cão tem muito acesso a rua e existem muitos cães que transitam por lá (abandonados) é possível passar o vermífugo para cada 3 meses.

    curtir 1
  • Minha filhotinha também teve problemas com verme. Ficou até internada, por ser novinha demais. Foi dada uma dose no médico veterinário e outra dose 15 dias depois.

    curtir 0

Castração - Onde fazer?

Existem diversos locais com preços reduzidos e alguns gratuitos para castrar nossos animais, ai vão alguns deles!

São Paulo :

Prefeitura de S. Paulo - SP (gratuita)

UIPA (União Internacional Protetora dos Animais) - SP (preço reduzido)
http://www.uipa.org.br

Clínica Veterinária Serv-vet - SP (preço reduzido) (11) 4704-3722 - Embu

CPNA- Campo Grande

TABOÃO DA SERRA Centro de Controle de Zoonoses
Rua Victor Campisi, nº 250 – Pq. Industrial das Oliveiras Tel: 4701-8147/4786-3287

Núcleo de Esterilização Cirúrgica e Vacinação de Cães e Gatos (atendimento preferencial a moradores da região de São Matheus) Rua Mauro Bonafé Pauletti, 199, Jardim Três Marias – Zona Norte
Tel: 2013.1139

SANTO ANDRÉ - CCZ – Centro de Controle de Zoonoses
Tel: 4990.5256 Rua Igarapava, 239

Rio de Janeiro

  • Largo do Machado – Ao lado da Cabine da PM – Kelly – 9496-9451

  • Jacarepaguá – Praça Seca – Em frente ao banco HSBC – Aila – 9496-9454

  • Realengo – Praça Padre Miguel – Ao lado da Igreja N. S. da Conceição – Marcos Tel – 9496-9455

  • Bonsucesso – Av Brasil ao lado do Bob’s sentido Centro, na altura da passarela 9 – Danielle Tel – 9366-3336

  • Coelho Neto – Caroline – Tel – 9496-9452

  • Méier – Jardim do Méier – ao lado do Hospital Salgado Filho

  • Recreio – Rua Guiomar de Novaes s/nº – Praia da Macumba, Posto de Saúde

  • Vista Alegre – Pç. Vista Alegre, próximo à Lona Cultural

  • Vicente de Carvalho – Largo Vicente de Carvalho, confluência da avenida Pastor Martin Luther King com a avenida Vicente de Carvalho, próximo à saída do metrô Estação Vicente de Carvalho

  • Campo de Santana – Centro – agendamento em todos os dias da semana, a partir das 9h, pelo telefone 2293-6518, diretamente com a Dra. Luciana.

MINAS GERAIS / UBERLANDIA / BELO HORIZONTE

Centro de Controle de Zoonoses de Uberlândia
Local de cadastramento: sala de vacina do Centro de Controle de Zoonoses.
Endereço: Avenida Alexandrino Alves Vieira, 1423, bairro Liberdade.

SANTA CATARINA / FLORIANOPOLIS

Coordenadoria de Bem Estar Animal – Prefeitura Municipal
Fone: 3237-6890 ou e-mail: bemestaranimal@pmf.sc.gov.br

Hospitais Veterinários de Universidades (preço reduzido)
Em todo o país

curtir 4