5 dicas para quem vai adotar um gato

kat-een-kooi-2666054.jpg

curtir 1

5 dicas para quem vai adotar um gato

Lembre-se sempre de que seu lar irá ser algo totalmente novo e inédito para o gatinho. Ele precisa de um tempo para adaptar-se ao novo ambiente. O seu novo gatinho vai exigir muito amor e paciência, principalmente se ele estiver vindo de um abrigo ou gatil onde ele estava com outros gatos. Pode ser que o seu gatinho ou gatinha esteja tendo um contato humano tão próximo pela primeira vez na vida.

Ele precisa de um tempo para que se acostume com você! Se já existe um cachorro em casa, é possível que os dois vivam de forma harmoniosa se observados alguns detalhes. É importante começar a aprender a ser chamado pelo seu próprio nome desde cedo!

Comece pelo banheiro dele

Gatos, por instinto, precisam de um local para realizar suas necessidades fisiológicas como uma caixa ou bandeja sanitária com areia para gatos

É muito importante disponibilizar uma caixinha ou bandeja higiênica com areia ou outro substrato próprio para esse fim, principalmente se você morar em apartamento sem área. O gato precisa, pois faz parte de seus instintos naturais.

Ração disponível e água fresca

Atenção: nem todo gato gosta de água no potinho como os cães. Eles preferem água com “movimento”. Existem bebedouros próprios para os gatos vendidos nos pet shops.

Higiene é beleza!

Gatos também precisam de ajuda para ficarem limpinhos!

Apesar da tradicional fama de limpos, os gatos precisam, sim, de ajuda para a manutenção de sua pelagem. Gatos podem vomitar bolas de pelo devido a esse hábito e os tutores devem ficar atentos a isso. Banho em gatos não é missão impossível.

Cuidado com detalhes em casa

Cuidados com locais que possam colocar em risco a saude e integridade física do gatinho!

Assim como devemos ter cuidado com as crianças em casa, deve-se redobrar a atenção a segurança: fios de eletricidade não devem ficar expostos. As janelas devem possuir proteção para evitar quedas acidentais. Não deixe produtos tóxicos, como os de limpeza, em locais de fácil acesso. Gatos são curiosos e podem sofrer acidentes enquanto estiverem explorando seu novo lar.

Cuidado, não deixe gatos, mesmo que sejam filhotinhos, sozinhos perto de crianças pequenas devido ao risco de acidentes.

Crie um cantinho exclusivo para o gato

Não precisa ser um espaço grande: é fundamental o gatinho ter um cantinho para chamar de "seu”!

Para conviver bem com o seu novo pet, é importante entender alguns comportamentos. Os gatos possuem alguns hábitos e particularidades que são próprios da espécie. Não force a barra ou seu gato pode ficar estressado.

Um local mais reservado é importante para os momentos em que o gato queira dormir em paz. Mesmo que não seja a casa dos sonhos, os gatos precisam de um abrigo: pode ser uma . Felinos são animais de personalidade e precisam ter um local que seja de uso exclusivo. Gatinhos podem demorar a escolher um lugar. Com paciência, ajude-o a escolher e assim você evita escolhas inadequadas por parte dele, como dentro do seu guarda-roupas!

curtir 1

Testei: Relax My Cat

Relax my Cat é um site e também um canal do youtube que disponibiliza músicas calmantes especialmente projetadas para gatos.

http://4.bp.blogspot.com/-f9-wCBlAApc/VkXez9r8RwI/AAAAAAAAAbQ/K6Kr-4PiIY4/s200/us-ipad-1-relax-my-cat-music-for-cats.jpeg

Se o seu gato anda tocando terror em casa, pense em apresentá-lo às melodias de relax my cat e sinta na pele o resultado.

Na definição original deles:

Relax my Cat é especialista em músicas projetadas para todos os cados. São sons para gatos que possuem problemas de ansiedade ou ficam muito tempo sozinhos, usamos o poder da música para relaxar o seu pet. É perfeito para ocasiões como tempestades ou estouro de fogo de artifícios, ou simplesmente gatos que sofrem com as separações.
(Traduzido do Inglês)

Como é o serviço:

Gratuitamente: Você pode colocar as músicas para tocarem sempre para o seu gatinho através do canal do youtube. São dezenas e dezenas de vídeos disponíveis, com tamanhos variando de alguns minutos para algumas horas, de acordo com a sua preferência. Lá você também encontra playlists específicas para problemas mais comuns:

Tempestade e Fogos de Artifício ( 9 vídeos)
Filhotes (13 vídeos)
Para convalescença e ansiedade gerada por separação (20 vídeos)
Geral para Gatos (20 vídeos)
Música para todos os Pets (17 vídeos)
Música para relaxar e acalmar gatos adultos e filhotes (26 vídeos)

Adquira na loja: Para aqueles que desejarem mais qualidade e praticidade tendo as músicas mais fáceis sem depender do canal do youtube. Existe a opção de comprar os 4 álbuns disponíveis (equivalente a 9 horas de música) ou adquirir através do Itunes. Todas essas informações você encontra no página Store da empresa. (conteúdo em inglês).

Minha experiência

Conheci o Relax My Cat procurando por músicas calmas para gatinhos no youtube e digo, foi um tremendo achado!

Conforme vai caindo a noite, de uma a duas horas antes de eu ir me deitar, coloco as músicas para tocar e ir acalmando-os. É uma beleza. Consigo dormir numa boa, nada de zulelê de gatos, nada de gatos voando loucamente na calada da noite... geralmente eles costumam acordar pelas 8/9 horas e passam toda a noite dormindo quietinhos. Isso quando não dormem em cima do travesseiro ou junto comigo nas cobertas.

Outro uso muito bom que eu descobri foi para o momento do banho. Ontem eu dei o segundo banho dos meus gatinhos que tem 3 meses e meio (o primeiro banho foi dado no pet shop Lar Dog Cat, onde eu aprendi a dar banho neles). Então coloquei a playlist para relaxar e acalmar enquanto preparava o banho.
Foi tudo super tranquilo, até me surpreendi de tão gostoso que acabou sendo o banho. Um gato na banheira, gostando do shampoo, da água quente, de ser esfregado e lavado... Não é todo dia que vemos algo assim.

Meus gatinhos estão virando um certo modelo de "gato de naturóloga", são apresentados aos florais, aromas, musicoterapia... São bem tranquilos apesar de brincalhões. Gostam de carinho na barriga, colo... Todas essas opções de práticas naturais complementares e integrativas são muito válidas, juntas estão contribuindo para um bom desenvolvimento dos meus amadinhos. Na experiência do dia a dia vejo como faz diferença cuidar desses detalhes para sempre ter um ambiente harmônico.

Concluindo o post de hoje: mais um para a lista de testados, aprovados e recomendados! Afinal o que é a vida sem música?

E você? Costuma ouvir músicas com os seus gatinhos? Já conhecia o Relax my Cat? Vem cá e conta tudo para gente, apresente seus bichinhos e nos conte um pouco da sua experiência!

Post Original: http://florparaumbichinho.blogspot.com.br/2015/11/testei-relax-my-cat.html

curtir 2
  • Obrigada pela dica, vou experimentar! Meu gato tem 2 meses e é elétrico, não para. Já tentei brinquedos, pequenos obstáculos e nada, ele gosta mesmo é de me morder e aranhar.

    curtir 1

Faça um Arranhador (Estilo Tapete) para o seu Gato

Como arranhadores são caros e sofás e camas mais ainda, hoje vou publicar um vídeo que ensinará vocês a fazer um arranhador caseiro. A partir do vídeo, vocês podem também ter ideias para fazer arranhadores nos mais diversos tamanhos e formatos.

Você vai precisar de:

  • Tábua de MDF

  • Super Bonder

  • Cola de madeira

  • Sisal tamanho 8mm

No vídeo, o Sisal e o MDF são usados em quantidade e formato específicos, porém você pode ampliar o tamanho e abusar na criatividade.

https://www.youtube.com/watch?v=co_TmQm9Z18

curtir 6

Festas de final de ano: Proteja os seus pets

Olá pessoal!

Segue uma dica muito útil para ajudar os seus pets durante as festas de final de ano e também durante jogos ou outros eventos festivos que utilizem fogos de artifício!

http://sossolteiros.bol.uol.com.br/truque-do-pano-proteja-os-cachorros-dos-barulhos-de-fogos-de-artificio/

curtir 1

Que o único calor seja o calor gostoso da Solidariedade

Seus bichinhos tem uma sorte danada de ter você como dono. Você que os ama muito e está aqui lendo e aprendendo dicas para cuidar cada vez melhor deles. Uma pena que nem todos os bichinhos tem a mesma sorte que o seu. São eles - os bichinhos abandonados.
Cada vez temos mais e mais cachorros, gatos e acredite se quiser (até cavalos, bois, enfim) abandonados à própria sorte por ai.

Esse calor é mais perigoso para eles - que muitas vezes não conseguem se esconder do asfalto quente e que não encontram comida nem água com facilidade e de qualidade.

Você pode ajudar de diversas formas. Deixe uma caixa de papelão grande do lado de fora da sua casa com um papel escrito (casinha de animal abandonado, favor respeitar). Ou se você tiver mais tempo sobrado, pode fazer uma casinha reciclável rapidamente. Seja de garrafas pets, pallets, sobras de madeira, enfim. Use a criatividade, junte com o pessoal do bairro ou com os amigos e façam juntos. Dá para instalar na pracinha do bairro, em uma calçada que não atrapalhe nem cause riscos à ninguém. São muitas as opções. Use a criatividade e encontrará a maneira mais divertida para você fazer o bem que não comprometa os seus horários e nem seu planejamento financeiro.

Disponibilizar água é o mais importante. Talvez você não tenha dinheiro para comprar ração e oferecer aos animais de rua, mas água para beber todo mundo tem, mesmo em tempos de crise. Pode fazer a dica da IceBall.. encha uma bexiga e deixe a noite no congelador. De manhã é só pegar um pote velho (pote de sorvete, pote antigo do bichinho, etc) e coloque a bola de gelo lá. Com o tempo ela vai derretendo e os animais terão horas de água fresquinha. Uma alegria e esperança no meio de tanto sofrimento.

Deixe sempre um aviso para a população.

Avisar das nossas intenções ainda é necessário. Contribui para a educação da sociedade e evita mal entendidos e muitas vezes más atitudes de pessoas que ainda não se abriram para o amor à um ser vivo. No caso de um pote de água que pode ser confundido também como um recipiente largado para ser foco de dengue, então avisar das intenções sempre é válido. Pois essa é uma água para os bichinhos e é trocada diariamente, não oferecendo riscos à população.

Post Original: http://florparaumbichinho.blogspot.com.br/2015/11/calor-e-o-cuidado-com-os-seus-bichinhos.html

curtir 3

Calor e o cuidado com os seus Bichinhos - Dicas Gerais

Outra precaução que é conveniente os donos tomarem, é garantir que seu pet tenha um lugar fresquinho e com sombra para se acomodar. Se a caminha dele é de tecido, você pode comprar ou fazer uma esteirinha de palha no tamanho da cama para colocar por cima da almofada.
Como também o acesso a ventilação, ou nos mais calorosos dos casos: ventiladores de teto, ar condicionado ou ventiladores normais posicionados onde não haja risco de acidentes, irão garantir um clima mais fresco para você e o seu bichinho.

Água fresquinha é o maior importante de tudo e seu pet deve ter acesso à ela para não sucumbir aos sintomas de desidratação e mal estar. Se a água ainda estiver bonificada com a Solaris Essence, melhor ainda.

Muitos donos compartilham ideias criativas de fontes de água. Você pode optar por comprar uma fonte própria no pet shop que já vem com filtro de água ou ainda pode fazer uma fonte para seu pet sem gastar muito. As dicas para montar uma fonte de água caseira você encontra aqui no site Gatinho Branco.

Outra ideia que vem fazendo sucesso são os gelinhos na água! Você pode colocar alguns cubos na fonte e/ou nas tigelinhas de água. Se estiver com um pouco mais de tempo, divirta-se fazendo a experiência da Ice Ball. Confira o vídeo abaixo:

Mais dicas fresquinhas...

Sorvetes para cães e gatos já é uma realidade possível. Você pode fazer em casa congelando o sachê/patê que usa para o seu cão e/ou gato. Se a ração úmida for muito concentrada você pode misturar um pouquinho de água. (Pode usar algumas gotas da Solaris Essence durante o preparo também!) Você também pode procurar receitas caseiras com frutas que são permitidas para o consumo animal. É nutritivo e refrescante!

A tosa é uma alternativa para os pets que possuem pelos longos. Encontre um tosador de confiança e seu pet irá ficar bonito e fresquinho.

Fique atento aos banhos de sol, principalmente se você tem um gato branco, pois eles são mais suscetíveis à problemas de pele. Banhos de sol são necessários para todos os pets, mas dependendo da intensidade da radiação solar, pode causar um belo transtorno para o seu bichinho e o seu bolso. Consulte o seu veterinário e ele irá indicar protetores solares para os seus bichinhos. Mas lembre-se, assim como pessoas, procure evitar o sol forte (entre as 11 e 17h no horário de verão).

Post Original: http://florparaumbichinho.blogspot.com.br/2015/11/calor-e-o-cuidado-com-os-seus-bichinhos.html

curtir 2

Calor e o cuidado com os seus Bichinhos - Indicação Floral

Dica Floral - Solaris Essence

Ian White que é o produtor das essências florais (Sistema Floral do Bush Australiano), desenvolveu uma fórmula pensada justamente nos danos que ocorrem pelo excesso de calor (uma queixa muito comum na Austrália). Ele usou flores específicas que crescem na intensa Austrália para compor a Solaris Essence. São elas:

Mulla Mulla - Esta essência floral da Austrália é para recuperação pessoal, para quem passou por traumas e experiências destruidoras em consequência do fogo e de queimaduras. É a essência recomendada para casos de queimaduras de sol mais sérias, ocorridas tanto no passado quanto no presente. Ela é também para aqueles que têm medo do fogo ou de chamas. Se esse medo de fogo ou chamas for inconsciente, ele freqüentemente de manifestará numa falta de vitalidade, como se essas pessoas desejassem fenecer. Se uma pessoa apresenta-se com esse quadro, ela pode, através de aconselhamento apropriado, vir a revelar esse medo do fogo ou de objetos quentes. É preparada no Vale de Palm, onde algumas das plantas mais antigas da Austrália são encontradas.

She Oak - Este floral da Austrália, ajuda no processamento de questões emocionais que afetam o equilíbrio hormonal voltado principalmente ao sistema hormonal feminino. Excelente harmonizador das energias 'femininas', energia Yin do corpo, nutridora e geradora. A essência é preparada a partir da espécie feminina desta árvore.

Spinifex - É uma gramínea nativa que prefere as zonas áridas e semi-áridas do interior da Austrália. Este foi o primeiro floral da Austrália feito a partir de uma espécie de capim. É para aqueles que têm um sentimento de ser uma vítima e não ter controle sobre suas doenças, especialmente aqueles com sintomas persistentes e recorrentes.

Essa fórmula floral é muito indicada para a recuperação do excesso de calor. Ajuda a manter as emoções equilibradas e não sucumbir à "dengosidade/irritabilidade" que o calor nos provoca. Com as emoções fortalecidas consequentemente temos mais disposição e resistência. O que pode ser traduzido como um sistema imune igualmente mais resistente ao calor e todo um corpo que trabalha corretamente para buscar a homeostase do corpo.

Você pode pedir para a sua farmácia de manipulação homeopática (que trabalhe com o sistema de bush australiano) preparar esse floral para o seu pet com essas recomendações:

Nome do Pet
1 Floral 30ml à 10% Brandy. (Sistema Floral de Bush Australiano)

  • Mulla-Mulla
  • She Oak
  • Spinifex
    Posologia: Durante os dias de intenso calor usar 21 gotas diariamente na fonte de água do animal ou 7 gts 3x ao dia na tigela de água ou ração.
  • Conservar em geladeira

Com certeza o seu pet irá se beneficiar muito dessa fórmula floral e não sofrerá tanto as consequências desse intenso verão que está por vir.

Post Original: http://florparaumbichinho.blogspot.com.br/2015/11/calor-e-o-cuidado-com-os-seus-bichinhos.html

curtir 1

Calor e o cuidado com os seus Bichinhos - Patas e Caminhadas

Quem nunca passou por um dia de "calor infernal" que levante as mãos.. e se levantar já faço o convite para vir visitar São Paulo e experimentar na pele (risos).

Passar pela onda de calor onde os termômetros muitas vezes ultrapassam os 30ºC, é difícil! Se não temos ventiladores, água gelada, água de coco, picolés.. então... já pensou?

Agora eu te digo: se é ruim para você, imagina para o seu bichinho? Sim, aquele ser amado que não sabe falar o mesmo idioma que o seu e muitas vezes sofre (e definha) calado esperando que você enxergue as necessidades dele.

São muitos os desconfortos e até mesmo o óbito que pode ocorrer com um animalzinho devido ao intenso e constante calor. Hoje vamos falar de algumas dicas e cuidados para ter com seus companheiros.

Patinhas que Pegam Fogo!

Eu tenho o hábito de as vezes esquecer que vivo em uma cidade de pedras e saio de casa de "rasteirinhas" e "sapatilhas"... Já perdi as contas de quantas vezes entrei em desespero de descer do ônibus durante um dia de sol forte e ter meus pés queimados pelo asfalto quente. (Isso que eu estava com uma sola protetora, por mais fina que ela fosse).

Teve um desses dias em que eu estava vivendo novamente o desespero (eu não aprendo a ir de tênis mesmo) no trajeto do ponto de ônibus até a minha residência, quando vi um fulano musculoso, aparentando ter entre seus 25-30 anos, com roupas de academia e tênis esportivo. Pois é, lá estava o 'fulano' passeando com seu cachorro labrador na mesma rua que meus pés estavam sendo consumidos pelo calor do asfalto - e eu estava de sapatilha, o pobre cachorro não teve essa sorte.

Minha primeira dica de ouro para o calor é: Por favor, evitem passear com seus pets entre as 10 e 17:30 horas do dia. Se for passear, opte por de manhãzinha, final da tarde e à noite. Durante esse horário é quase impossível de o asfalto estar "pelando", mas mesmo assim sempre confira. Encoste a mão por alguns segundos e veja se a temperatura está adequada. (Porém não se esqueça que materiais diferentes aquecem de forma diferente.. asfalto é diferente do piso da calçada, que é diferente da areia da praia, etc). Cada um tem uma taxa de refração/absorção do calor maior ou menor de acordo com as propriedades do material.
Por mais que no mercado já exista sapatinhos para os pets, esses muita vezes são desconfortáveis e o pet não aceita bem o uso. Além de que nem sempre tem a sola reforçada o suficiente para evitar as queimaduras. Pense duas vezes antes de gastar seu dinheiro nesses produtos.

Post Original: http://florparaumbichinho.blogspot.com.br/2015/11/calor-e-o-cuidado-com-os-seus-bichinhos.html

curtir 1

Caminha para cachorro - aprenda a fazer uma.

Veja como fazer para seu pet uma confortável caminha para cachorro

Por Raquel Madi

Uma caminha para cachorro é um dos principais acessórios que o dono pode adquirir para maior conforto do seu pet, principalmente se ele ficar bastante dentro de casa ou gostar de deitar na cama do dono ou no sofá. Tendo sua própria cama, ele não vai ocupar o espaço que não é dele.

Existe uma variedade muito grande de caminha para cachorro, com diversos tamanhos, tipos e cores, devendo ser escolhida pensando no porte do cachorro e o que parecer mais confortável para ele. Aprenda a fazer uma caminha para cães Além dos modelos disponíveis no mercado, também é possível confeccionar em casa uma caminha confortável para o seu cachorro, sem muita dificuldade ou precisar investir muito dinheiro. Leia também sobre as casas de cachorros grandes e pequenos.

Vire o moletom do avesso, junte a parte da frente da gola com a parte de trás e costure com a linha de tricô;

Marque com alfinetes uma linha reta de uma axila à outra, costurando a linha depois, para unir a frente e o verso do moletom;

Prenda, com alfinetes, a manga ao longo do corpo da blusa, e depois costure até próximo ao punho do moletom;

Através dos punhos, encha o “tubo” que irá se formar na blusa com manta acrílica, para deixar as bordas da cama bem fofinhas;

Coloque a almofada dentro do corpo do moletom e costure as barras juntas, fechando a peça;

Junte os punhos e costure as aberturas uma na outra, fechando a borda da caminha, e depois, com a linha comum, passe o pedaço de retalho por essa parte, para esconder a costura e dar um toque mais charmoso na peça;
Depois disso, basta ensinar ao seu cãozinho que agora ele tem uma caminha feita especialmente para ele! Veja estas rápidas seis dicas sobre adestramento de cães.

O que fazer com um cão que tem o hábito de dormir na cama do dono?
Em muitos casos o próprio dono faz com que seu cão crie o hábito de dormir em sua cama quando filhote ao colocá-lo nela. Segundo especialistas, deixar seu cãozinho dormir na mesma cama que você pode trazer vários comportamentos indesejáveis como agressividade, carência em excesso e possessividade do pet com relação ao seu dono. Além disso, dormir na cama do dono pode não ser saudável quando o cachorro não se encontra devidamente higienizado.

Se mesmo assim o dono fazer questão de ter o pet dormindo consigo alguns cuidados são recomendados como: vermifugação, vacinação em dia, limpeza das patas antes de colocar o cão na cama e a troca diária dos lençóis usados.

Se por outro lado o dono deseja que o seu cachorro perca esse hábito as dicas são:

Escolha uma cama confortável e ideal para o tamanho de seu pet;
Não permita mais que o cão suba na cama e sempre que ele o fizer o tire da cama imediatamente e repita o ato toda vez que ele tentar de novo, seja firme nessa atitude;
Se houver a possibilidade passeie com o cão antes de dormir, assim ele fica cansado e dorme rapidamente;
Conduza seu pet para a cama dele, o tirando da cama do dono sempre que subir e o levando até a sua;
Deixe a nova cama do pet no mesmo ambiente que ele costuma a dormir, fique próximo da cama e o chame para perto, dando comandos e o recompensando sempre que ele acertar, o acaricie até que seu cão pegue no sono.

Mas o que fazer com um filhote que acabou de chegar em casa?

Quando um filhote chega em um novo lar é comum que ele chore muito, pois ele sente falta da sua mãe e irmãos. O melhor é que durante a primeira semana o filhote durma próximo a cama do dono ou de outro membro da família, ele ainda vai choramingar, mas vai se sentir mais seguro e acolhido. Depois disso você pode começar a deixar o filhote no local que deseja que ele durma, ele ainda vai chorar, porém vai sofrer menos.

Dicas para escolher uma boa caminha:

Escolha um cama que seja um pouco maior do que seu cão, mas tenha em mente que ele não vai se sentir confortável se a cama for maior demais e que pode se machucar se a cama for menor;
O material da caminha do cachorro deve ser fácil de lavar e o tipo deve estar de acordo com o clima do lugar onde vive, escolha tecidos frios ou algodão se o local no qual vive e muito quente, se o local é mais frio escolha tecidos mais quentes e laterais mais altas;
A caminha deve ser um pouco alta para evitar o contato do cão com a poeira, umidade e frio do piso, evitando também o surgimento de calos;
Se houver zíper na almofada da caminha, o mantenha escondido para seu cão não se acidentar;
Escolha a caminha de acordo com a idade do seu cão, uma cama muito alta ou com laterais muito grandes podem fazer um filhote se acidentar, enquanto idosos e cães com problemas de displasia devem ter uma cama suspensa e não muito macia.

Outras opções de caminha:

Tecido de guarda-chuva:
Sabe aquele guarda-chuva velho que você tem e não sabe o que fazer? Uma opção é tirar a armação e usar o tecido para fazer uma caminha. Retire dois tecidos da armação e costure toda a volta dos dois juntos, deixando um espaço para encher com manta, enchimento ou retalhos.

Feche sua almofadona e faça capitonês no centro e em cada lugar onde havia armação, isso ajuda a deixar o enchimento uniforme e o acabamento é bem fofinho.

Pallets ou caixa de madeira:
Você pode utilizar pallets ou caixa de madeira, daquelas de feira, para fazer uma caminha. Use a imaginação, pinte e faça uma almofada bem fofa para deixar seu cão confortável. A caixa de madeira é uma ótima opção para animais menores.

A caminha para cachorro feita em casa é uma alternativa para quem gosta de artesanato e não quer gastar dinheiro comprando uma cama para seu pet.

Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/caminha-para-cachorro-aprenda-fazer/

caminha-pra-cachorro.jpg

curtir 5

Colar Elizabetano (Cone) confortável para você fazer!

<img src="http://i2.wp.com/gatinhobranco.com/wp-content/uploads/2014/05/colar-alternativo.jpg?resize=600%2C1295">

Vimos essa idéia, que além de muito fofa é muito menos incômoda, no post da The Zen of Making para um gatinho com TOC chamado Simon. Ele se lambia compulsivamente toda vez que se machucava, e acabava piorando a ferida. Então sua tutora, preocupada com o gato passar maior parte da vida no cone da vergonha, batendo nas coisas, adaptou esse colar industrial para um projeto de faça-você-mesmo.

Trata-se de uma almofada para pescoço bem grossa, que impede o animal de alcançar as feridas, mas não o machuca nem restringe o campo de visão como o cone faz. Além de uma ótima opção para gatos e cachorros que se machucaram, esse colar pode ser usado no pós-operatório da castração, evitando que eles consigam tirar os pontos.

A alternativa é tão boa e tão simples de fazer, que não podíamos deixar de passar adiante. Montamos um infográfico com cinco passos para fazer esse “cone”. O tecido pode ser praticamente qualquer um, até uma camiseta velha! O melhor enchimento é fibra siliconada (de almofada, vende em armarinhos), mas também da para usar retalhos de tecido, enchimento de um travesseiro velho ou até saquinhos de supermercado. Só lembre-se de deixar o colar bem “gordinho” e cheio, senão o gato vai dar um jeito de alcançar o machucado ou os pontos da castração.

Curiosidade: Já se perguntou por que o colar elizabetano tem esse nome? É porque a rainha inglesa Elizabeth (século XVI) usava um cone da vergonha quando era criança para não roer as unhas dos pés. Os serventes do palácio adaptaram a idéia para ser usada em animais e o nome acabou pegando. Vamos torcer para que ideia do Colar do Simon pegue também e ajude muitos gatos por aí!

Fonte: Gatinho Branco

curtir 5

Borboletas e Mariposas em Casa (Dica nos Comentários)

20150906130353.jpg

curtir 4
  • Aqui em casa já está virando rotina aparecer essas belezinhas. Como sabem a vida das borboletas/mariposas é muito curta. A primeira que apareceu aqui em casa estava caída no chão toda desmilinguida, deu alguns minutos e a corzinha dela estava indo embora (de azul estava ficando transparente). Rolou aquele desespero, como que cuida de uma borboleta/mariposa? O que eu faço? (...) Sai como uma doida procurando dicas na internet, nessas encontrei gente que indicava água com açúcar, etc...

    Aqui em casa fiz o teste, dei água com solução para beija flor (dessas prontas que vende no pet shop que é só misturar na água).. e foi incrível, a primeira bicadinha e alguns segundos depois ela recuperou a cor e voltou a voar (depois de ter passado mais de uma hora definhando quietinha sem voar e sem quase se mexer).

    E desde essa minha experiência estou fazendo o s.o.s. das que aparecem aqui em casa assim. :)

    curtir 4

Como fazer roupa para cachorro

img_10217_ins_52239_600.jpg

curtir 7
  • 1- O primeiro passo para fazer uma roupinha para o seu cachorro é tirar suas medidas!

    Pegue em um papel e uma fita métrica e comece anotando a medida do pescoço, o comprimento do dorso e a altura do tórax.

    curtir 2
  • 2- Retire da internet um molde de roupa para cachorro e adeque as medidas do mesmo às do seu cachorro.

    De seguida, coloque o molde sobre o tecido escolhido, dobrado a meio e contorne com uma caneta, colocando a linha vertical do molde sobre a dobra do tecido.

    curtir 1
  • 3- Recorte o tecido pelas marcas da caneta, deixando sempre um margem de 1 cm de sobra em cada lado para fazer a costura.

    Costure o viés nas cavas (onde ficarão as patas) e na barra (parte final e arredondada do tecido).

    curtir 1
  • 4- Una as laterais do tecido, pelo seu avesso e cosa-as uma à outra, fazendo a costura pelo interior e de uma forma reta.

    Dobre o tecido escolhido para a gola ao meio e cosa as laterais, de forma a fazer a gola da roupinha. De seguida, aplique-a no decote e cosa pelo interior.

    curtir 1
  • 5- A sua roupinha está feita!! Agora é vesti-la no seu cachorro e já pode passear com o seu cachorro para mostrar o resultado.

    curtir 1

Brinquedo Fácil e Rápido de se fazer!

Bom, para começar é preciso dos seguintes materiais:
-Uma corda grossa

  • Um coco

Tendo eles em mãos, fica facil começar a brincadeira!
Pegue a corda e amarre em duas estacas fortes, pode ser pilastras ou arvores,porém antes de amarrar passe a corda no meio do coco, fazendo ele ficar pendurado na corda, a partir disso você terá um novo brinquedo, onde o seu cão ficara tentando tirar o coco da corda e puxando ele, alem de ficar descascando o coco.
Para aumentar a diversão aumente o nivel da corda com o tempo, para ele ter qe se esforçar mais para conseguir participar da brincadeira!
Vi esta dica em um livro e gostei muito :D

curtir 3

Colchão ideal para cães

Nada como dormir bem, em um colchão para cães confortável e de boa qualidade. Uma cama confortável faz toda a diferença na hora do descanso e isso não se restringe apenas aos humanos, mas também a cães e gatos. Em nome dessa necessidade, a produção de caminhas e colchão para cães tem crescido anualmente.
Saber escolher o colchão para cães é fundamental, já que existem distintos modelos. Os modelos de colchões vão desde os mais simples, até os mais sofisticados, ou ainda, os ortopédicos. Mas é preciso ficar atento à qualidade de cada modelo e verificar as marcas, bem como suas especificações.

Pontos importantes a considerar na escolha da caminha. A cama é muito importante no desenvolvimento do animal, bem como sua integração com o lar. Questões como comprar apenas o colchão, ou mesmo uma cama bem confortável, povoam a mente dos futuros proprietários. Até donos que têm um cachorro há bastante tempo possuem duvidas de qual é o melhor colchão adequado.

Na hora de escolher a caminha ou colchão para cachorro, é preciso levar em conta o tamanho, o peso, a forma que o pet se deita e o espaço disponível para ele na casa. As caminhas dos filhotes tendem a ficar pequenas com o tempo e uma boa solução é comprar a cama um pouco maior e preencher o vazio com brinquedos e objetos de pelúcia, isso dará maior segurança ao filhote.

Cuidados especiais com o local de descanso

Uma vez que foi feita a escolha da caminha, é preciso acomodá-la de forma que não tenha contato com umidade e poeira. Se optar por comprar um colchão simples, providencie protetores para por em volta, evitando possíveis acidentes.

É imprescindível manter o local limpo e, para isso, é aconselhável escolher camas desmontáveis e ensinar ao bichinho que ali é um lugar importante e que não é um espaço para o xixi. O material usado na confecção do colchão para cães é de fundamental importância para garantir a segurança dos cães, especialmente daqueles que adoram roer as coisas ao redor. É preciso aliar conforto, qualidade e segurança!

Fonte: CachorroGato @ http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/colchao-cachorros/colchonete caes.jpg

curtir 6

cachorro

Se seu cãozinho está cheio de energia e está chovendo ou muito calor lá fora e você não pode levar ele para passear, a minha dica é dê uma garrafa pet para ele brincar, o meu adooooora se estiver calor eu encho com água e tampo e logo ele faz furo com os dentes e toma um belo banho, se estiver frio, eu coloco alguns grãos de ração e ele fica de boa brincando, logo fica satisfeito ;)

curtir 4

Fazendo uma casinha para seu cachorro - 4 passos

E ai você ganhou aquele filhotinho fofo, ou já tem aquele grande amigão em casa, mas ele ainda é um sem teto. Além de amor e carinho, ele precisa de um ambiente seco, isolado do contato com o solo, um local para que ele possa chamar de casinha. Kkkkkkk

Que tal resolver esse probleminha com algumas peças de madeira, dedicação, e um guia passo-a-passo?? Você vai precisar de régua, esquadro, lápis, pregos, uma serra.

As medidas usadas no esquema abaixo estão em polegadas, estão somente como referência para que você consiga manter uma proporção e orientar-se. Afinal, a casinha deve se ajustar com o tamanho do seu cachorro. Caso você queira fazer exatamente como na ilustração, multiplique cada medida por 2.5 para converter em centímetros.

670px-Build-a-Dog-House-Step-4.jpg

Essas são todas as peças do “quebra cabeça” . Usando lápis e esquadro, transfira as medidas do piso para uma única chapa de compensado de 20 mm de espessura. Essa é a parte mais “difícil”, que pode ser feita por você, ou se for o caso um marido, ou um serralheiro do bairro! =)

670px-Build-a-Dog-House-Step-6.jpg

  • PASSO 1 DE 4: Construindo a Base

Diferentes cachorros tem diferentes necessidades, mas todos precisam de duas coisas básicas: Isolamento térmico e um local seco.

***Isolamento: ***O piso é literalmente a base de toda a construção da casinha, ela deve funcionar como camada de separação do nosso amigo com o solo. Uma casinha sem uma base é fria durante o inverno, e quente durante o verão. Então a base é fundamental.

Local: Preocupe-se com o ambiente externo a casinha. Ela vai ficar exposta ao ar livre, ou dentro de casa? Se ficar exposta, preocupe-se em usar um material resistente à água para a base e não tóxico. Além de deixá-la alta para evitar inundações.

670px-Build-a-Dog-House-Step-2.jpg

Corte uma tábua de 2x4 polegadas ou de maior espessura em quatro peças. O esquema assume uma casinha para cachorro de porte médio, nesse caso duas tábuas com 58,5 cm de comprimento e duas com 60 cm de comprimento.

670px-Build-a-Dog-House-Step-3.jpg

Coloque as peças laterais, de 60 cm, dentro das peças frontal e traseira, de 58,5 cm cada, para criar um retângulo, apoiando o lado de 2 polegadas das peças no chão. Você pode utilizar uma furadeira ou pregos.

670px-Build-a-Dog-House-Step-5.jpg

Após ter traçado e cortado todo aquele modelo inicial em uma placa de compensado de 20mm. Separe a chapa do piso e coloque sobre o retângulo já montado. A chapa do piso, “bottom”, possui as medidas de 58,5 cm por 66 cm.

  • PASSO 2 DE 4: Adicionando as Paredes

670px-Build-a-Dog-House-Step-7.jpg

Após cortadas, as peças de parede devem ficar como acima. Cada lateral deve ter 66 cm de comprimento por 40,5 cm de largura. A frente e a traseira devem ser um retângulo de 62,5 cm por 40,5 cm, unido a um triângulo de 62,5 cm de base e 30,5 cm de altura. Corte essa forma como uma peça única para a frente e para a traseira da casinha.

670px-Build-a-Dog-House-Step-8.jpg

Faça uma abertura na parede frontal da casinha, de cerca de 25 cm de largura e 33 cm de altura. Deixe 8 cm de compensado abaixo da abertura para cobrir a base. Para fazer o arco no alto da abertura, use qualquer objeto arredondado à mão, como um prato.

670px-Build-a-Dog-House-Step-9.jpg

Corte oito peças para a estrutura. Usando uma tábua de 2x2 polegadas, corte oito peças para firmar as paredes e o telhado. Você vai precisar de quatro peças de 38 cm de comprimento para os cantos e quatro de 33 cm de comprimento para o telhado.

670px-Build-a-Dog-House-Step-10.jpg

Fixe uma das peças de 38 cm em cada extremidade da estrutura da base. Daí, coloque os painéis laterais sobre a base e fixe-os com um parafuso ou pregos a cada 10 cm ao redor do perímetro inteiro.

670px-Build-a-Dog-House-Step-11.jpg

Fixe os painéis frontal e traseiro. Coloque-os sobre a base do piso e fixe-os à estrutura com um parafuso ou pregos a cada 10 cm ao redor do perímetro inteiro.

  • PASSO 3 DE 4: Adicionando o Telhado

670px-Build-a-Dog-House-Step-12.jpg

Um telhado inclinado permite que a chuva escoe e também dará mais espaço para o seu cachorro se esticar dentro da sua humilde residência.

670px-Build-a-Dog-House-Step-13.jpg

As placas de telhado, “Roof”, possuem as medidas de 80 cm de comprimento e 51 cm de largura. Essas peças vão ficar em cima dos painéis laterais, formando um telhado inclinado.

670px-Build-a-Dog-House-Step-14.jpg

Fixe as peças da estrutura de 33 cm de comprimento às extremidades internas dos painéis frontal e traseiro, à meia-altura entre a base e o topo da lateral inclinada de cada painel.

670px-Build-a-Dog-House-Step-15.jpg

Coloque os painéis do telhado sobre as laterais, certificando-se de que o topo do telhado está bem ajustado e de que os painéis se alonguem um pouco para cada lado.

  • PASSO 4 DE 4: Customização

670px-Build-a-Dog-House-Step-16.jpg

670px-Build-a-Dog-House-Step-19.jpg

Personalize sua casinha com tinta. Usando apenas tintas atóxicas que não prejudiquem o seu cachorro, será possível pintar a casinha combinando com a sua própria casa ou escolher um tema divertido. Se tiver filhos, esse é o momento da diversão em família!!

Espero que tenha ajudado!! Caso alguém tenha outras dicas, deixem aqui nos comentários!!!

Este conteúdo foi adaptado do wikihow

curtir 6