Erlichiose ou Erliquiose Felina - Fique alerta!

Mesmo com o nome de doença do carrapato do cão, a Erlichiose ou Erliquiose, também afeta os felinos. Eles não estão livres de pegarem carrapatos e serem infectados. Inclusive, os donos podem contrair a doença, uma vez que esta é uma zoonose, doença que passa do animal para o homem. Tudo por culpa de um carrapato. Quem tem gato precisa saber como evitar e como cuidar em caso de erlichiose ou erliquiose felina.
O nome popular desta zoonose é doença do carrapato, ela é uma doença infecciosa causada por uma parasita de nome científico Rickettsiaceae. Ele está presente no carrapato infectado, e quando este pica o gato parasita, ataca os seus glóbulos brancos causando anemia.
A doença do carrapato em gatos é mais difícil de acontecer, mas não é impossível. O carrapato vermelho Rhipicephalus sanguineus é o agente transmissor.

Como é Transmitida?

A transmissão da erlichiose é feita pelo carrapato infectado com a doença. Ele pica o gato que fica infectado. A doença pode passar para o carrapato quando ele pica um animal infectado.

Sintomas

Os sintomas da Erlichiose felina podem e devem ser observadas pelo seu dono, se tiver como determinar o prognóstico cedo, a doença causa menos mal ao animal. Os sinais clínicos da Erlichiose felina são: febre, anorexia, fraqueza muscular, secreção nasal purulenta, insuficiência hepática e renal. O veterinário consegue comprovar a doença através de exames como hemograma. No gato, não precisam aparecer necessariamente todos os sintomas, apenas alguns deles, e deve-se procurar um profissional rapidamente.

curtir 7