Uso de células-tronco, tratamento regenerativo para animais

O notável aumento da longevidade observado nos animais de estimação nos últimos anos foi possível graças a aplicação da Medicina Preventiva, seja com vacinas conjugadas que evitam doenças graves, o desenvolvimento constante de rações especiais e balanceadas para cada fase da vida animal, o tratamento odontológico que evita uma série de doenças graves secundárias, entre.

Agora, um novo marco na história da medicina veterinária – e também da ciência humana – está presente na chamada Medicina Regenerativa, que tem como objetivo desenvolver tecnologia para a coleta, cultivo e reprodução de células existentes nos mamíferos para fins terapêuticos.

Segundo explica o médico veterinário Dr. Roberto Migliano Monteleone, um dos pioneiros na utilização de células-tronco no tratamento de animais de pequeno porte no Brasil, essas células são dotadas de uma grande capacidade regenerativa em vários tecidos do organismo. Entre os principais efeitos terapêuticos das células-tronco nos mamíferos estão:

  • ação anti-inflamatória, que auxiliam no tratamento de inflamações;
  • ação imunomoduladora, que equilibra o sistema imunológico;
  • ação antifibrótica, que previne e modula a formação de fibrose tecidual, ou seja, processo que recupera tecidos que sofreram lesão muscular, inflamação e degeneração muscular;
  • ação angiogênica, que promovem o crescimento e formação de novos vasos sanguíneos;
  • ação antiapoptótica, que previne a morte celular programada;

“As células tronco mesenquimais são células encontradas principalmente na medula óssea. São células multipotentes que se diferenciam em relação a outras linhagens celulares, como as do sistema nervoso (neurônios), as dos ossos (osteócitos) e as das cartilagens (condrócitos)”, comenta o veterinário, que atende na zona sul de São Paulo há mais de 40 anos.

Segundo Monteleone, o uso das células-tronco são indicadas principalmente para recuperação e tratamento de osteoartrites e osteoartroses, fraturas e fissuras ósseas, feridas e úlceras, doença renal aguda e crônica, entre outras doenças.


Dr. Roberto Migliano Monteleone (CRM/SP 1833) é médico veterinário há 40 anos, formado pela Universidade de São Paulo e com diversas especializações no Brasil.

A experiência e a personalização no atendimento de maneira ética e objetiva é o diferencial do Dr. Roberto Migliano Monteleone, oferecendo tanto tratamentos tradicionais como os mais modernos, incluindo o pioneirismo no uso de células-tronco em cirurgias e tratamentos de animais de pequeno porte.
Dr. Roberto Migliano Monteleone faz parte de uma família tradicional na prática da Medicina Veterinária no Brasil. Seu avô, Dr. Roberto Migliano, foi pioneiro no atendimento de animais de pequeno porte no ano de 1926, além de ter sido o introdutor do uso da penicilina em cães no Brasil.

Dr. Roberto é diretor da Clínica Veterinária RMM, localizada na Av. Lins de Vasconcelos, 1797 – Fone (11) 5573-5158 / 5572-8761 / 5573-4193.

Informações para a imprensa e entrevistas com Silvia Ferreira ou Hans Misfeldt, pelos telefones (11) 3804.3764 / 97495-0743 / 97204-4508 e pelos emails silvia@bmx3.com.br e hans@bmx3.com.br.

curtir 2