Escovar os dentes do cãozinho!

Escovar os dentes do cachorro é fundamental por vários motivos. Primeiro que previne o tártaro, uma doença que pode matar se não for tratada. Segundo que melhora o hálito do animal. E terceiro porque é uma prática de liderança sobre o cão, deixando-o submisso e reconhecendo que você é o líder.

O ideal é começar a escovação na fase do imprinting, que é quando o cachorro está mais suscetível à novas experiências. Adotar esse hábito depois de adulto é bem mais complicado, mas não impossível.

Escove os dentes do seu cachorro quando ele estiver calmo e relaxado. Seu objetivo: criar uma rotina. Trabalhar a escovação diariamente é o ideal. Mas se a boca estiver saudável, três vezes por semana já fazem diferença. Sem a escovação, há o crescimento de placas, deixando o cão com risco de mau hálito, doenças na gengiva e queda de dentes. Também pode causar infecções dolorosas. Infecções graves podem se espalhar causando risco de vida.

Você deve usar uma escova de dentes feita para cachorros. As cerdas são mais suaves e especialmente anguladas. Escovas de dedo podem funcionar bem para cães abaixo de 13 kg. Para cães maiores, hastes maiores podem dar melhor alcance. Use apenas pasta de dentes para cachorros. Ela vem em sabores agradáveis para o cão, como frango ou carne. Nunca use a sua pasta de dentes. Ela contém ingredientes que podem ferir o estômago do seu cão.

Procure ficar em um local que deixe seu cão confortável. Não fique acima do seu cão nem assuma uma atitude ameaçadora. Ao invés disso, experimente se ajoelhar ou se sentar em frente ou ao lado dele. Avalie o nível de ansiedade do seu cachorro. Se ele parecer irritado, pare e tente de novo mais tarde. Talvez você precise dominar cada uma das seguintes etapas com o tempo.

Teste a disponibilidade de seu cão para ter a boca manipulada passando o dedo das gengivas e dentes superiores. Isso vai ajudá-lo a se acostumar a ter algo contra os dentes. Use pressão leve. Talvez você precise acostumá-lo com esse passo por alguma sessões antes de ir em frente.

Ponha um pouco de pasta na ponta do seu dedo. Deixe o cachorro lamber a pasta do seu dedo para que ele acostume com a textura e o sabor. Se após alguns dias ele se recusar a lamber a pasta, experimente um sabor diferente. Com sorte, você vai encontrar uma que ele sinta como guloseima.

Quando o cão se acostumar com você abrindo e tocando sua boca, comece a usar a escova e a pasta juntos. Levante seu lábio superior. Enquanto se aproxima dos dentes com a escova, posicione as cerdas para que elas alcancem a linha da gengiva. Posicionar a um ângulo de 45 graus dos dentes ajudará as cerdas a massagear a linha da gengiva e limpar as placas.

Escove em círculos pequenos, indo aos extremos de cima e de baixo em cada lado. Na medida em que você passa as cerdas pela linha da gengiva, algum pequeno sangramento pode ocorrer. Um ligeiro sangramento ocasional não tem problema. Mas um sangramento contínuo e pesado pode indicar que você está escovando com muita agressividade ou pode ser sinal de problemas na gengiva. Peça orientação ao seu verterinário.

Escove apenas alguns dentes de uma vez, aumentando o número a cada dia. Leve dois minutos no total. Se o cão resistir no começo, tente começar pelos dentes externos e atrás dos dentes, que é onde a placa tende a se acumular. Se conseguir chegar aos dentes do fundo, ótimo. Mas se não conseguir chegar a eles, não force muito. Sua língua grossa ajuda a limpar aquela área.

Mantenha o humor leve enquanto estiver escovando os dentes do seu cão. Converse com ele durante a escovação diária, dizendo exatamente o que está fazendo. Reafirme que ele é um bom cachorro acariciando suas bochechas ou com tapinhas na cabeça.

Quando terminar de escovar os dentes do seu cão, ofereça uma recomensa com sua guloseima favorita ou com atenção extra. Sempre pare enquanto todos ainda estão se divertindo. Lembre-se também que os cuidados dentais não terminam com a escovação. Certos mastigadores e guloseimas também ajudam a combater as placas. E não se esqueça de agendar limpezas dentárias profissionais regularmente. Pergunte ao veterinário qual a melhor frequência para o seu cão.

curtir 5